Galeria de Físicos

Desenvolved by Prof Luiz Henrique Gobbi

Erwin Rudolf Josef Alexander SCHRÖDINGER foi um físico austríaco nascido em Viena, 12 de agosto de 1887. É um físico na origem da física quântica.

Conhecido mundialmente pelo experimento mental chamado "o gato de Schrödinger" e pela sua famosa equação, SCHRÖDINGER recebeu seu doutorado em física teórica na Universidade de Viena em 1910, ou seja, com apenas 23 anos.

Em 1914, SCHRÖDINGER participa da Primeira Guerra Mundial como um oficial da artilharia.

Em 1926, ele publica um artigo nos Anais de Física uma equação construída com base no modelo atômico de BOHR e incorporando as ideias quânticas de PLANCK, que viria a se chamar "Equação de Schrödinger".

O EQUAÇÃO DE SCHRÖDINGER

A equação de Schrödinger foi deduzida em 1926 e é uma equação usada em mecânica ondulatória para a função de onda de uma partícula.

Mas o que é esta famosa equação? Ela permite calcular a função de onda associada Ψ(r,t) a uma partícula que se move dentro de um campo de forças descrito por um potencial V(r,t) (que pode depender da posição r e do tempo t).

A equação pode ser traduzida pela seguinte expressão abaixo. Com ela permitiu-se, a partir da Mecânica Quântica, a criação de um modelo completo para o átomo.

Equação de Schrödinger na forma da álgebra de DIRAC


As expressões matemáticas das funções de onda permitem determinar a probabilidade de encontrar o eletrón na vizinhança de um ponto próximo do núcleo do átomo. No caso do eletrón do átomo de hidrogênio no estado fundamental, essa probabilidade só depende da distância ao núcleo.

Bem posteriormente a publicação destas suas ideias, em 1933, SCHRÖDINGER deixa a Alemanha e foi para a Inglaterra, por causa do nazismo e do anti-semitismo. Lá, na Universidade de Oxford, recebeu o Prêmio Nobel por suas ideias, junto com Paul DIRAC.

O GATO DE SCHRÖDINGER

Trata-se um experimento mental concebido por SCHRÖDINGER, em 1935, na intenção de mostrar como o comportamento das partículas subatômicas parece ilógico se aplicado ao mundo macroscópico (o nosso mundo).

O experimento consiste em colocar um gato dentro de uma caixa e fechá-lo lá dentro. Junto ao gato, dentro da caixa, é colocado um frasco contendo um gás venenoso, um elemento radioativo emissor de partículas alfa e um dispositivo composto de um martelo e um detector de radiação. Se o detector registrar a presença de pelo menos uma partícula alfa, o martelo é acionado e quebra o frasco, liberando o gás venenoso e, consequentemente, matando o gato.

Se ele não libera a partícula, o gato não morre, ou seja, o resultado será "gato vivo". Mas se o veneno é liberado, o resultado do experimento será "gato morto". Então podemos dizer que temos 50% de gato vivo e 50% de gato morto.

Mas se não abrirmos a caixa para olhar dentro, não poderemos ter certeza se o gato está ou não vivo. Mas é aí que vem o mais estranho! O gato pode estar vivo e morto! Ele pode estar nos dois estados!

A única forma de ter certeza é se abrirmos a caixa. Mas e se alguém olhasse para dentro da caixa? Ele não veria nada de mais, apenas um gato, em 01 dos estados possíveis - vivo ou morto.


Isso porque, segundo a física quântica, se houvesse o mínimo de interferência, como uma fonte de luz utilizada para observar o fenômeno, as realidades paralelas do mundo subatômico entrariam em colapso e só veríamos uma delas.

Em resumo, O OBSERVADOR ALTERA O QUE VÊ! Alguns eventos acontecem apenas porque eles são observados, se não havia ninguém para ver que eles não existiriam.

Este é o verdadeiro significado do famoso experimento mental conhecido como "o gato de Schrödinger".

Em 1936, SCHRÖDINGER retorna à Áustria, onde passa a lecionar na Universidade de Graz.

Em 1938, depois da ocupação da Áustria por Hitler, teve problemas por ter abandonado a Alemanha em 1933 e por causas das suas preferências políticas.

Erwin SCHRÖDINGER morre em 1961, em Viena, aos 73 anos, de tuberculose. Está sepultado em Alpbach (Áustria).

 

"O mundo observado é apenas uma aparência; na realidade, nem sequer existe"
Erwin Rudolf J. A. SCHRÖDINGER (1887 - 1961)
 
Site em conformidade com o padrão CSS válido!
Testado para os navegadores Mozilla Firefox e Google Chrome.